quarta-feira, abril 01, 2009

Condutora ou mãe???

Engraçado como sempre me disseram que era precoce, mas sp vi os outros a experimentar muitas coisas antes de mim. Foi assim com a carta de condução, por exemplo. Alguns amigos e amigas tiraram-na logo aos 18 anos. Eu só tirei aos 22. Era uma sensação estranha porque me parecia uma coisa distante. Nunca tinha passado por isso. Não conduzia. E não sabia qual a sensação. Quando finalmente me tornei condutora percebi que era uma coisa absolutamente natural para mim. Não tinha nada de especial. Ma tive que experimentar para o perceber. E sobretudo para perceber que sempre fui condutora, simplesmente não estava habilitada a conduzir :)

Pode parecer estranho... mas comparo esta experiência à da maternidade. Sempre quis ser mãe. É uma certeza para mim, desde muito cedo, de que essa será uma parte importante na minha vida. Mas ainda não me sinto preparada para isso. O meu lado egoísta quer aproveitar a independência que a não-maternidade proporciona. Tudo muda depois de um filho, dizem-me sempre. E acredito. Muda para melhor, creio eu. Mas tb mudam os hábitos e esta forma egocêntrica de estar no Planeta...

Agora, quando vejo as minhas amigas, algumas grávidas e outras já mães, sinto o mesmo que antes sentia em relação à carta de condução. Não percebo bem o que sentem, parece-me estranho até. Mas tenho a certeza de quando passar pela experiência vou abraçá-la e constatar que é a coisa mais natural do mundo e, uma vez mais, que sempre fui mãe...

1 comentário:

Sereia* disse...

Ai que vou ser tia!!!!

;)

beijos de saudades...
e, em breve, vou poder confirmar essa barriguinha ;P