domingo, fevereiro 05, 2017

Silêncio

Façamos um pacto.
Ficamos em silêncio. Eu não digo uma palavra. Tu também não. E vemos qual dos dois fala mais.

Serão os meus olhos? Correndo o teu rosto, olhando, com movimentos rápidos vendo cada milímetro e procurando o sorriso a que me habituei.
Será o teu coração? Que encostado ao meu, oiço a bater desenfreado enquanto nos abraçamos sem nunca querer largar. Nunca! Nunca mais largar...
Será a minha mão? Que desliza pelo teu braço, para cima e para baixo, para cima e para baixo novamente, dando um carinho mas na verdade memorizando o toque do teu corpo.
Ou serão as tuas lágrimas? Que vejo correr sem parar, apenas para se encontrarem com as minhas enquanto te encostas no meu peito?


Falámos tanto. Tanto. Tanto. Tanto. Dissemos tanto um ao outro.
Eu disse que te amava. Tu repetiste que me amavas também. Com mais convicção ainda eu disse que sinto a tua falta e tu respondeste que todos os dias pensas em mim. Eu perguntei-te «Porquê?». Tu respondeste «Queria eu saber».
Dissemos tanto. E das nossas bocas não saiu... uma palavra.


2 comentários:

Eros disse...

Caramba FValente, fazes genuína falta por cá, pois és um foco de indubitável inspiração. Espero-te bem.

Beijo enorme!

FValente disse...

E bem estou. E grata, novamente grata.
Pelas generosas palavras e pelo beijo recebido.

:)