terça-feira, janeiro 27, 2009

Sim, aceito!

A Sereia deixou-me um desafio, o que me obrigou, para além do vasculhar de alma, a fazer uma lista de blogs de amigos. Coisa que a minha inércia me tinha impedido de conseguir até à data :)



O desafio consiste em escrever 6 coisas sobre mim. Mas existem regras:



1. Pôr o link da pessoa que me convidou;

2. Escrever as regras do meme no blogue;

3. Contar seis coisas aleatórias sobre mim;

4. Indicar mais 6 pessoas e respectivos links;

5. Deixar um comentário a cada uma dessas 6 pessoas.


Pronto, isto não vai ser fácil porque os meus amigos não são gente-de-blogs eheheh e a lista é curta. Mas vou, dentro das limitações, tentar responder ao desafio!


Seis coisas sobre mim (um verdadeiro exercício psiquiátrico - atenção que pode ser traumático):


-Tenho uma grande necessidade de que gostem de mim. Eu sei que isto parece narcisismo -e provavelmente até será-, mas fui percebendo esta característica aos poucos... Normalmente estou-me pouco lixando para o que os outros pensam ou dizem, mas tenho uma necessidade extrema de me sentir amada pelas pessoas de quem gosto. Preciso de estar em paz, de saber que gostam de mim como gosto delas. Preciso que esse sentimento seja revalidado e confirmado com frequência. Não acredito em amizades fantásticas em que as pessoas nunca se vêem e apenas trocam mensagens no Natal! Pura e simplesmente não acredito. Tenho um lema para este assunto: Quem ama, cuida! Eu cuido de quem amo e preciso que quem amo cuide de mim. Simples :)


-Sou uma farsa. Muitas vezes me dizem que transmito, quando conheço alguém, um ar confiante e seguro. Pelos vistos as pessoas vêem em mim uma pessoa calma e tranquila, sem grandes dúvidas e com muitas certezas :) Tanta gente me disse o mesmo que começo a acreditar nessa imagem. Mas é só uma imagem. Sou muito insegura. Mas é bom saber que consigo enganar olhares menos atentos!


-Sou muito sensível. Emociono-me com facilidade, permito que me magoem muitas vezes e deixo que coisas sem importância ganhem em mim grande significado. Gostava de ter uma carapaça de tartaruga para me defender de agressões mas a verdade é que sou muito permeável a elas.


-Preciso de algumas rotinas e certezas. Embora goste de experimentar coisas novas, preciso de saber que, aconteça o que acontecer, tenho sempre o meu porto seguro, que há coisas que não mudam e estão sempre à minha espera, reservadas para mim. Creio que isto só pode estar relacionado com a minha insegurança... Freud, onde estás? Vem cá explicar isto, se faz favor!


-Sou quase bruxa. Sinto que temos uma alma e que ela consegue coisas que não imaginamos. Alguns de nós vieram ao mundo libertados dos grilhões que o corpo exerce sobre o nosso eu incorpóreo. Esses são os que sentem, vivem e percebem coisas mais facilmente... Outros, amarrados ao lado físico, só vêem o óbvio. Sinto que estou no limbo. Não sou bruxa, sou quase bruxa :)


-Sinto que posso fazer a diferença. Tenho a forte convicção que a minha passagem pela Terra tem um propósito e que está nas minhas mãos traçar um percurso de relevo. E este ponto não é narcisismo :)

2 comentários:

Sereia* disse...

Pois não, este ponto não é narcisismo. É, aliás, muito Azul :)

como outros pontos que escreveste antes.

Obrigada por teres aceite :)
Fico contente.

Beijinhos e, já agora, respondendo a uma necessidade tua e de um bom pedaço de gente... aproveito para mandar beijinhos de saudades sem esperar pelo próximo Natal...

;)

Gosto muito de ti, minha amiga e irmã*

Sereia* disse...

p.s: não mostraste os links dos blogs a quem passas o desafio ;P