terça-feira, fevereiro 10, 2009

A Rua Augusta




Quando penso no tempo de faculdade, aquilo de que mais falta sinto é da Rua Augusta...


Saía do barco e atravessava o Terreiro do Paço, a Rua Augusta e o Rossio em direcção à estação onde o comboio me esperava para me levar a Benfica. Quando esperava... Mesmo nos dias de horários mais apertados era uma tentação não entrar nas lojas que ao longo da rua pareciam fazer fila...


Não consigo explicar o quanto adoro a Rua Augusta. Não sei se é saudosismo indirecto de um tempo muito específico na minha vida ou se é amor real e genuíno. Seja como for, não há outro local como aquela rua para fazer compras! E nem o duro choque de realidade que nos trazem os pedintes que a povoam chega para me fazer mudar de ideias.


Não sei se o quererá dizer mas já no tempo do velhinho Monopólio era a minha rua Preferida. E que me importava que o Rossio fosse 4 contos e a Rua Augusta 3 e quinhentos?? Era a minha preferida :)

1 comentário:

Sereia* disse...

:)

Beijinhs*