sábado, janeiro 14, 2006

Deficientes em Portugal: 99,9%

Nunca me tinha apercebido de como havia tantos deficientes motores em Portugal. Nunca, até aparecer o fenómeno centro comercial e eu começar a frequentar estes espaços. Foi aí que me apercebi que os lugares reservados a deficientes, o mais perto possível das portas de acesso, estão SEMPRE ocupados. Mas sempre!!! Curiosamente, são poucos os carros que os ocupam tendo o dístico de identificação. Porque será?...

Bem, dirão alguns, também não podemos ser radicais. Aqueles lugares tãããão espaçosos dão muito jeito às dondocas que chegam cheias de sacos. E claro, a malta nova, tão atarefada que é, não pode de maneira nenhuma perder tempo a procurar um lugar e ainda por cima aqueles são mesmo ali!!! Os das cadeiras de rodas que procurem, afinal eles até deslizam. É muito mais fácil para eles.

Devo dizer, correndo o risco de tornar isto pessoal, que tenho um primo paraplégico e se me revolta ver o estacionamento reservado a deficientes em situações normais, mais me revolta quando vou com ele no carro e, depois de verificarmos que não há lugares e estacionarmos longe, ele NÃO CONSEGUE SAIR DO CARRO por falta de espaço.
Porque é tão simples como isto.

Já vos disse que às vezes odeio Portugal?

5 comentários:

Incógnito disse...

Eu acho que as pessoas não usam o dístico porque têm vergonha de se assumirem como deficientes que são. No entanto, é sempre bom usufruir das regalias de se ser deficiente!
E, já agora, ONDE ESTÁ A SACANA DA SUSANA PINTO!? ESTÁ-ME A IRRITAR! (espero que não lhe tenha acontecido nada e que não se tenha tornado uma... DEFICIENTE! HUMOR NEEEEEEEGRO!)

Mukkinha disse...

Onde está a Susana? Vamos chamar por ela a ver se aparece. Susaaaaana, ó Suuuuusaaaaaaana...

Onde estás Susana?

Susana?

Tás na India???!!!?!

Jordan disse...

Ouvi dizer que casou com um indiano rico do Martim Moniz e emigrou para Londres (que, a seguir à própria da Índia, deve ser o país onde há mais indianos!!)... Ouvi dizer, claro!!, que isto são coisas que me contam...

Jordan disse...

ERRATA: toda a gente sabe que EU SEI que Londres é uma cidade... Mas pronto, pelo lapso, as minhas desculpas aos ingleses. E aos indianos que não moram nem na Índia, nem em Inglaterra, nem no Martim Moniz... Isto é só uma piadola. Eu que até gosto imenso do Tarkan... Ai pronto, ele afinal é turco...
(não liguem... mais um dia na ETA... mais um dia de loucura!!)

Mukkinha disse...

Não faz mal Rita. País, cidade, vila... quem é que REALMENTE sabe a diferença? Eu não. É tudo a mesma coisa. O nosso caso, por exemplo, dizem que Portugal é um país mas cada vez mais isto me parece uma província.

Ai que os nacionalistas lixam-me!!!